12 agosto, 2009

.pe.di.do.


Ele estava com aquele semblante sério, de quando precisa falar algo importante. Sentaram-se no sofá recém comprado. Segurou as mãos dela firmemente junto as suas, beijou-as delicadamente, e retirando um anel do dedo, perguntou:

Quer ser minha prá sempre?”

Como de costume lágrimas saltaram dos olhos dela, e a resposta veio na forma de um abraço apertado e um sorriso que daria para iluminar o Universo.

.Luana Pavonelle.

Imagens Daqui, daqui, daqui e daqui!

3 comentários:

Paula disse...

O amor sim! vezes dor, quase sempre complemento. E há quem diga que nunca amou...

Diria que aqui eh um belo lugar *__*

Filippe. disse...

Como disse a Paula, há quem diga que nunca amou.


Dó.

disse...

Que este casal saiba fazer com o que o cotidano tenham sua graça e sejam muito, muito felizes!!!
Acredite, o amor pode dar certo!
Você, Luana, é muito especial...
Que seus passos reflitam a sua luz.
Beijos...

p.s: tem presente no Ensaios pra vc!
espero que curta a brincadeira!!